Vereadores Cézar Bombeiro e Concita Pinto participaram e foram homenageados nos 50 anos do Anjo da Guarda

O vereador Cézar Bombeiro e a vereadora Concita Pinto participaram e
foram homenageados na solenidade que marcou os 50 anos de criação do
bairro da Liberdade. Muitas são as histórias de luta e de participação
de muitas lideranças comunitárias, que chegaram a ser destemidas para
que o bairro fosse efetivamente reconhecido e respeitado, diz o
jornalista e escritor Herbert de Jesus Santos, integrante da comissão
que organizou o evento.
Para a realização do evento foi criada uma comissão integrada por
Herbert de Jesus Santos, Raimundo Silva dos Reis Neto, conhecido como
“Boteco”, e Uelton Penalva, os quais contaram com as importantes
participações de dezenas de lideranças do bairro, num somatório de
esforços para que a data merecesse o devido e necessário registro,
afinal de contas 50 anos representa meio século para ser escrito na
história e se constitua num marco da memória do bairro, afirmou o líder
“Boteco”.
O líder comunitário José dos Santos, mais conhecido como “Sabuja”, é uma
das referências da luta, determinação e esforços constantes para a
consolidação do bairro do Anjo da Guarda. Bastante emocionado, “Sabuja”,
dizia que estava feliz por participar dos 50 anos do bairro que ele
ajudou a criar e infelizmente pela idade, dificilmente poderá ver as
comemorações do primeiro centenário, mas tem a plena certeza que haverá
muitas outras pessoas para lembrar, de como ele começou.
Para Severo Santos, um dos grandes jogadores de futebol que o Anjo da
Guarda deu para o esporte maranhense, tendo ele se consagrado como
atleta vestindo a camisa do Maranhão Atlético Clube, a emoção era muito
grande e até de gratidão. Hoje empresário do ramo de restaurante, Severo
diz que a emoção é grande e a comunidade é viva e lutadora para muitas
conquistas,
A vereadora Concita Pinto também foi uma das autoridades homenageadas,
tendo ela agradecido e adiantado que no parlamento municipal tem
procurado defender direitos e interesses do Anjo da Guarda. O vereador
Cézar Bombeiro, também homenageado e que tem uma importante interação
com lideranças comunitárias e procurado ser uma presença  constante no
bairro, destacou que o Anjo da Guarda, precisa da presença do poder
público para atender necessidades e direitos da população,
principalmente nas áreas da saúde, da educação e do transporte coletivo
e que os esforços dele e de Concita Pinto precisam de mais ações em
favor de uma população, afirmou o vereador.
O jornalista e escritor Herbert de Jesus Santos, disse que muitos
esforços foram feitos para a realização de uma festa simbólica, que se
constitui em marco para a história do Anjo da Guarda. Agradeceu a
presença dos vereadores Cézar Bombeiro e Concita Pinto e das lideranças
importantes e lutadoras do bairro e garantiu que serão constantes os
movimentos comunitários reivindicatórios junto as instituições públicas
em busca da garantia de direitos,  salientou o jornalista escritor.

O post Vereadores Cézar Bombeiro e Concita Pinto participaram e foram homenageados nos 50 anos do Anjo da Guarda apareceu primeiro em O Quarto Poder.

Powered by WPeMatico

Faça um comentário

Assembleia Legislativa convida o povo para receber Papai Noel

A Assembleia Legislativa , por meio do Grupo de Esposas de Deputados do Maranhão (Gedema), presidido por Ana Paula Lobato, convida seus servidores e o público em geral, para visitar o Palácio Manoel Beckman que, nesta segunda (10), às 18h , receberá o Papai Noel, um dos principais símbolos do período natalino, responsável por encantar, principalmente o público infantil.

A chegada do “bom velhinho” será uma atração à parte. O jogo de luzes e cores dos pisca-piscas instalados na sede do Poder Legislativo já chama a atenção de quem passa no entorno à noite.

Além do belo efeito de iluminação, um tradicional presépio também foi montado no hall de entrada da Casa , retratando o nascimento de Jesus Cristo.

Todos estes espaços poderão ser apreciados pelos visitantes no decorrer do mês dezembro, a partir das 18h.

O post Assembleia Legislativa convida o povo para receber Papai Noel apareceu primeiro em O Quarto Poder.

Powered by WPeMatico

Faça um comentário

Weverton prestigia entrega de título de cidadão ludovicense a Bira do Pindaré

O senador eleito Weverton Rocha (PDT) prestigiou, nesta sexta-feira, dia 7, a solenidade de entrega do título de cidadão ludovicense ao deputado federal eleito Bira do Pindaré (PSB). A cerimônia foi realizada no Plenário Simão Estácio da Silveira, na Câmara Municipal de São Luís e reuniu lideranças políticas, além de amigos e familiares do homenageado. A proposição foi uma iniciativa do vereador Honorato Fernandes (PT), em reconhecimento a relevância da trajetória de luta do homenageado.
Para Weverton, a entrega do título a Bira do Pindaré é uma justa homenagem pelo trabalho que vem prestando por todo o Maranhão e, particularmente por São Luís”. “Não é todo mundo que, com muita determinação e luta, sai do interior do estado para estudar na capital maranhense e conquista um espaço tão relevante no cenário da política do estado”, afirmou.
Natural do município de Pindaré-Mirim, ao agradecer o recebimento do título, Bira falou de sua trajetória, desde a época da pastoral da juventude da Igreja Católica, passando pela militância sindical até chegar ao campo político. “Ao longo de todo esse tempo, me entreguei de corpo e alma aos movimentos sindical, social e à luta em favor do povo”, falou o parlamentar, dizendo-se muito honrado pelo título e grato por tudo que a cidade tem lhe proporcionado durante toda a vida.
O título de cidadão ludovicense é um título honorário dado pelos vereadores de São Luís a personalidades de destaque na cidade.

O post Weverton prestigia entrega de título de cidadão ludovicense a Bira do Pindaré apareceu primeiro em O Quarto Poder.

Powered by WPeMatico

Faça um comentário

Assembleia Legislativa aprova projeto de lei que altera o Sistema Tributário do Ma

O Plenário da Assembleia Legislativa aprovou, na sessão desta quarta-feira (5), o Projeto de Lei 239/2018, de autoria do Poder Executivo, que altera a Lei 7.799, de 19 de dezembro de 2002, que dispõe sobre o Sistema Tributário do Estado do Maranhão; altera a Lei 8.205, de 22 de dezembro de 2004, que institui o Fundo Maranhense de Combate à Pobreza; cria o Comitê de Políticas de Inclusão Social, e altera a Lei 8.948, de 15 de abril de 2009, que trata dos percentuais a serem aplicados na cobrança de diferencial de alíquotas nas operações realizadas por empresas optantes do Simples Nacional, e institui o Programa Cheque Cesta Básica e o Programa de Parcelamento de Multas de Trânsito.

Na Mensagem 76/2018, encaminhada à Assembleia Legislativa, o governador Flávio Dino argumenta que a recessão econômica tem atingido drasticamente estados e municípios que não dispõem de outros mecanismos de financiamento. “Como sabemos, diversa é a situação da União, que financia seus déficits de várias formas, inclusive mediante arrecadação de contribuições que não são partilhadas com os entes subnacionais”, afirma o governador Flávio Dino na justificativa do projeto.

Defesa do Projeto

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, Rogério Cafeteira (DEM), e os deputados Marcos Caldas (PTB) e Professor Marco Aurélio (PCdoB), ocuparam a tribuna, durante o encaminhamento da votação da matéria, para defender o projeto.

Rogério Cafeteira destacou a implantação do Programa Cheque Cesta Básica como um dos pontos mais importantes do projeto encaminhado pelo governador Flávio Dino. Segundo o líder do Governo, o projeto institui o Programa Cheque Cesta Básica com o objetivo de transferir para famílias de baixa renda, por meio de programas sociais, o valor arrecadado a título de ICMS sobre as operações de venda de produtos pertencentes à cesta básica.

Ao analisar a situação de crise que afeta todos os estados da federação, o deputado Rogério Cafeteira disse que a estimativa é de que a perda de receitas com Imposto de Renda e Imposto sobre Produtos Industrializados, arrecadadas pelo Governo Federal, já tenham implicado na subtração de mais de R$ 1 bilhão dos cofres maranhenses.

Ele explicou que esse quadro causa aumento de despesas por fatores diversos: variação cambial, direitos dos servidores, concursos públicos e novos serviços públicos, a exemplo de hospitais, etc.

O deputado Professor Marco Aurélio, por sua vez, argumentou que o conjunto de ajustes propostos no Projeto de Lei 239/2018 visa assegurar o equilíbrio fiscal, proteger o Estado do Maranhão e os municípios de incertezas quanto ao quadro nacional e ampliar benefícios, a exemplo das empresas optantes do Simples Nacional, proprietários de motocicletas e famílias mais pobres (com o Cheque Cesta Básica).

Críticas ao Projeto

Durante o encaminhamento da votação, os deputados Eduardo Braide (PMN), Adriano Sarney (PV), Wellington do Curso (PSDB), César Pires (PV) e Max Barros (PMB) ocuparam a tribuna para criticar a matéria, argumentando que se trata de um projeto inconstitucional.

Os deputados Eduardo Braide e Wellington do Curso criticaram duramente o governador Flávio Dino e apontaram na matéria o que consideram “pontos perversos” do projeto. Eduardo Braide disse que o Projeto de Lei aumenta o ICMS da gasolina de 25% para 28,5%, o ICMS do óleo diesel, o ICMS sobre refrigerantes, sobre bebidas e sobre uma série de outros itens.

“A   verdade é  que esse  Projeto  de  Lei retira o incentivo para que o pequeno comerciante  maranhense que  tem  o direito  de ir a uma  concessionária no Maranhão  em comprar  um veículo com  60% a  menos  na  base  de  cálculo do ICMS se o veículo for  utilizado, exclusivamente, para a atividade-fim de  sua  empresa. É  isso que  esse  projeto está  retirando”, advertiu Eduardo Braide.

Wellington do Curso criticou enfaticamente o governador Flávio Dino, dizendo que o Palácio dos Leões encaminhou à Assembleia Legislativa “um projeto de lei que se traduz num verdadeiro pacote de maldades, pois o governador repetiu o que fez em 2016, com o caixa quebrado, com o Estado sem dinheiro, que ele gastou na campanha dos seus amigos aliados políticos para prefeito, em 2016. Agora, ele jogou para a Assembleia este novo pacote de maldades com o aumento de impostos”, frisou Wellington do Curso.

O deputado César Pires, por sua vez, afirmou que o projeto resultará no aumento do combustível. “O projeto prevê aumentos, como na questão do combustível, no caso, em referência à gasolina. Na proposta do governo, a alíquota do produto sai de 25.5% para 28.5%, com aumento de 3%. Ora, isso é muito e vai prejudicar, sobremaneira, o consumidor”, declarou César Pires.

Max Barros disse que o governador Flávio Dino, com este projeto de lei, institui mais um “tarifaço” que, na verdade, sustenta-se no aumento do ICMS, o verdadeiro cerne do projeto, que impactará toda a economia maranhense”.

O deputado Adriano Sarney anunciou que o Partido Verde ingressará com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra o Projeto de Lei aprovado, tão logo a lei seja sancionada pelo governador Flávio Dino.

“Este projeto é danoso e maléfico para toda a população do Maranhão. Existem estudos comprovando que para a eficiência do Estado é necessário reduzir custos e não aumentar impostos. E mais: este projeto de lei inconstitucional é um Frankenstein que trata de vários assuntos ao mesmo tempo, afirmou Adriano Sarney.

Além da aprovação do Projeto de Lei 239/2018, o Plenário da Assembleia Legislativa rejeitou todas as emendas ao projeto apresentadas por parlamentares da bancada da oposição. Os textos do Projeto de Lei 239/2018 e da Mensagem Governamental 76/2018 estão publicados no Diário da Assembleia Legislativa, datado de 3 de dezembro de 2018.

O post Assembleia Legislativa aprova projeto de lei que altera o Sistema Tributário do Ma apareceu primeiro em O Quarto Poder.

Powered by WPeMatico

Faça um comentário

Valéria Macedo participa de audiência pública na Casa da Mulher Brasileira

A deputada Valéria Macedo (PDT), procuradora da Mulher na Assembleia Legislativa do Maranhão, participou, na tarde/noite desta terça-feira (4), na Casa da Mulher Brasileira, da audiência pública realizada pela 2ª Vara Especial de Combate à Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, conduzida pela juíza Lúcia Helena Barros Heluy, com a presença de representantes de vários órgãos e entidades.

O objetivo era apresentar o resultado das ações e atividades realizadas ao longo deste ano, como uma prestação de contas à sociedade. Além da apresentação de números referentes às decisões, sentenças, audiências e monitoramento eletrônico, entre outras atividades, a audiência foi um momento alusivo às campanhas “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres” e “Eles por Elas”, esta última proposta para sensibilizar a sociedade e, principalmente, os homens.

“Essa união de esforços tem resultado positiva no enfrentamento da violência contra a mulher, principalmente pela participação das entidades, instituições, órgãos e poderes, todos irmanados nesse propósito. É importante combater qualquer tipo de violência contra a mulher. Para isso, as parcerias têm sido de suma importância, assim como os projetos de lei, a Lei do Feminicídio, o Dia Estadual do Feminicídio, e, claro, as campanhas, que estão sendo levadas para todo o Maranhão”, disse a deputada Valéria Macedo.

Segundo a juíza Lúcia Helena Barros Heluy, titular da 2ª Vara Especial de Combate à Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, as ações postas em prática ao longo de 2018 têm surtido efeito. Ela frisou que o fato de a 2ª Vara Especial de Combate à Violência Doméstica e Familiar ter sido instalada na Casa da Mulher Brasileira contribuiu para que a equipe se entusiasmasse ainda mais, incluindo os servidores do Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública e do Centro de Referência à Mulher, entre outros parceiros.

“Chegamos ao fim de 2018 e podemos dizer que tivemos uma redução dos casos de violência contra a mulher. Ano passado, por exemplo,  50 mulheres foram mortas e, este ano, até agora, registramos 41 casos, em todo o Maranhão. Em São Luís, tivemos quatro casos em 2018, metade do registrado em 2017”, informou, acrescentando que a meta para 2019, entre outras coisas, é trabalhar a reeducação e a reabilitação dos homens agressores, bem como envolver nessa luta as influenciadoras digitais.

Entre os presentes, a comandante da Patrulha Maria da Penha, coronel Maria Augusta Andrade; a desembargadora Ângela Salazar, presidente da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Maranhão; a secretária de Estado da Mulher, Terezinha Fernandes, e Susan Lucena, diretora da Casa da Mulher Brasileira. Ao término da audiência, foram entregues placas e flores a servidores. A ex-deputada Helena Barros Heluy, que estava presente, foi escolhida para receber um buquê de flores, representando os familiares de todas as pessoas engajadas na luta pelo fim da violência contra a mulher.

O post Valéria Macedo participa de audiência pública na Casa da Mulher Brasileira apareceu primeiro em O Quarto Poder.

Powered by WPeMatico

Faça um comentário

“Escola não deve ter partido”, diz vereador Francisco Chaguinhas

Durante a sessão desta quarta-feira,05, o vereador Francisco Chaguinhas (PP) usou a tribuna da Câmara Municipal de São Luís, para reafirma a sua posição sobre o projeto “Escola sem Partido”.

De acordo com o parlamentar, a escola não deve ter partido. “Chegou o momento de acabar com a ideologia partidária nas escolas. Doutrinar não é educar, é totalmente diferente. O que queremos é uma universidade que prepara as pessoas para vida”, disse.

SOBRE O PROJETO

O Programa Escola sem Partido é uma proposta de lei que torna obrigatória a afixação em todas as salas de aula do ensino fundamental e médio

A doutrinação política e ideológica em sala de aula ofende a liberdade de consciência do estudante; afronta o princípio da neutralidade política e ideológica do Estado; e ameaça o próprio regime democrático, na medida em que instrumentaliza o sistema de ensino com o objetivo de desequilibrar o jogo político em favor de um dos competidores.

Por outro lado, a exposição, em disciplina obrigatória, de conteúdos que possam estar em conflito com as convicções morais dos estudantes ou de seus pais, viola o art. 12 da Convenção Americana sobre Direitos Humanos, segundo o qual “os pais têm direito a que seus filhos recebam a educação religiosa e moral que esteja de acordo com suas próprias convicções.”

Essas práticas, todavia, apesar de sua manifesta inconstitucionalidade e ilegalidade, tomaram conta do sistema de ensino. A pretexto de “construir uma sociedade mais justa” ou de “combater o preconceito”.

O post “Escola não deve ter partido”, diz vereador Francisco Chaguinhas apareceu primeiro em O Quarto Poder.

Powered by WPeMatico

Faça um comentário

Marco Aurélio destaca a eleição do Colegiado Metropolitano do Sudoeste do Ma

O deputado estadual professor Marco Aurélio (PCdoB) usou a tribuna, na tarde desta segunda-feira (03), para destacar a eleição do colegiado metropolitano da Região Metropolitana do Sudoeste do Maranhão, realizada pela Agemsul, na última quinta-feira (29), em Imperatriz.

Criada por meio de lei há mais de uma década, foi o governador Flávio Dino que implantou a região metropolitana de Imperatriz, há cerca de um ano, com o objetivo de lutar pelas causas comuns aos municípios da Região Tocantina.

“Há muito tempo se esperava a instituição desse colegiado para que se cumprisse a lei da metrópole. A exemplo do que acontece na Região Metropolitana de São Luís, temos certeza que a Metropolização contribuirá com todos os municípios que a integram. Uma região que tem os desafios comuns da saúde pública, da educação, da produção, do transporte, da destinação dos resíduos sólidos e, nesse sentido, eu não tenho dúvida que os próximos passos que serão dados serão para efetivar cada vez mais garantias para nossa Região Tocantina”, afirmou o parlamentar.

A implantação de fato e de direito da Região Metropolitana é fundamental para se garantir recursos federais, além de buscar soluções junto ao governo estadual em temas comuns que desafiam as gestões municipais, mas que podem ser melhor enfrentados através de um esforço conjunto.

Na ocasião, Marco Aurélio parabenizou o presidente da Agência Metropolitana da Região Sudoeste do Maranhão, Frederico Ângelo, juntamente com toda sua equipe, além de todos os prefeitos, vereadores e lideranças que participaram da construção deste momento. “Parabenizo, também, o governador Flávio Dino que fez acontecer esse importante passo para o desenvolvimento da nossa região”.

A Região Metropolitana do sudoeste maranhense é formada pelos municípios de Imperatriz, João Lisboa, Senador La Rocque, Buritirana, Davinópolis, Açailândia, Governador Edison Lobão, Montes Altos, Ribamar Fiquene, Vila Nova dos Martírios, São Pedro da Água Branca, Cidelândia, São Francisco do Brejão, Carolina, Itinga, Sítio Novo, Amarante, Campestre, Porto Franco, Estreito, São João do Paraíso e Lajeado Novo.

O post Marco Aurélio destaca a eleição do Colegiado Metropolitano do Sudoeste do Ma apareceu primeiro em O Quarto Poder.

Powered by WPeMatico

Faça um comentário

Zé Inácio parabeniza inauguração da Feira Livre no Shopping da Ilha

O deputado Zé Inácio (PT) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (4), para parabenizar a inauguração da Feira Livre no Shopping da Ilha.

O projeto de iniciativa da Prefeitura de São Luís visa levar as feiras populares da cidade para espaços de grande movimentação pública, a exemplo dos shoppings centers. No da Ilha, a feira retornará dia 7 de janeiro e contará com 52 edições.

Para Zé Inácio, a feira é uma grande oportunidade para os visitantes adquirirem produtos de boa qualidade e orgânicos, que respeitem o meio ambiente na sua produção, contribuindo, assim, com a comercialização de produtos, gerando ainda renda aos agricultores e aos feirantes de São Luís.

“Parabenizo o prefeito Edivaldo e o atual secretário Professor Nonato Chocolate que, em pouco tempo, está realizando um grande trabalho em favor dos feirantes e da agricultura familiar, com grande repercussão nos centros e nos grandes bairros da cidade”, destacou o parlamentar.

Zé Inácio enfatizou ainda que a feira está recebendo apoio cultural da Vale do Rio Doce e do Banco do Nordeste, que além de fomentar a agricultura familiar em todo Nordeste, tem dado importante apoio para que as feiras sejam um grande sucesso.

A inauguração contou com as presenças do secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), Edjahilson Souza; secretário municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), Nonato Chocolate; secretário-adjunto da Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), Kleber Gomes; vereadora Fátima Araújo (PCdoB); e vereador Paulo Victor (PROS).

O post Zé Inácio parabeniza inauguração da Feira Livre no Shopping da Ilha apareceu primeiro em O Quarto Poder.

Powered by WPeMatico

Faça um comentário

Rogério Cafeteira ressalta benefícios do projeto anticrise e rebate Oposição

O líder do Governo na Assembleia, deputado Rogério Cafeteira (DEM), fez a defesa de um Projeto de Lei que traz alterações sobre o Sistema Tributário, Fundo Maranhense de Combate à pobreza, empresas optantes do Simples Nacional, Programa Cheque Cesta Básica e o Programa de Parcelamento de Multas de Trânsito.

O parlamentar afirmou que a Oposição tem buscado dar um enfoque negativo para as medidas anticrise propostas pelo Governo do Estado. “Eu queria saber se a Oposição acha que votar em um projeto que isenta as motocicletas de até 100 cilindradas em 100% do IPVA é legislar contra o contribuinte. Se votar na redução do ICMS para pequenas e microempresas, em até 100% da diferença de ICMS, se isso é legislar contra o contribuinte”, disse o deputado, dando exemplos práticos, de como as medidas irão afetar positivamente a vida do cidadão maranhense.

MEDIDAS

Entre as propostas enviadas pela mensagem, estão a redução do ICMS para micro e pequenas empresas – essa medida, que beneficiará cerca de 100 mil empresas no Maranhão, estimula a geração de empregos, à medida em que reduz a carga tributária; isenção do IPVA de motocicletas até 100 cilindradas (antes era de até 50 cilindradas) – esse tipo de moto inclui a Biz e a Pop, bastante populares no Maranhão, com isso mais de 1 milhão de veículos serão isentados; implantação do Cheque Cesta Básica – que é um programa de distribuição de renda para quem mais precisa, através do recebimento do ICMS pago nos produtos da cesta básica. (o contribuinte de baixa renda receberá de volta o valor pago em impostos de produtos que fazem parte da cesta básica.)

Além disso, o Projeto de Lei também propõe o parcelamento de multas de trânsito, para que os contribuintes que tenham algum débito relativo a infrações de trânsito tenham a oportunidade de regularizar sua situação. Também limita em 20% o valor máximo da multa a ser aplicada por atraso no IPVA, que atualmente é de 30%.

Outro ponto que deve ser destacado é a especificação de tributação para locadoras de carro, com alíquota de 1% para veículos neste segmento. Essa medida vai fazer com que a quase totalidade dos veículos emplacados em outros estados, para gozarem de redução do IPVA para 1% além do primeiro emplacamento, sejam faturados para o Maranhão, fazendo com que, assim, o ICMS fique para o Maranhão. Essa medida gerará maior arrecadação para o Estado.

NECESSIDADE

Cafeteira destacou a necessidade do projeto, tendo em vista a crise econômica pela qual o país atravessa há mais de quatro anos, gerando forte impacto nos Estados brasileiros. O parlamentar informou que o Maranhão deixou de receber mais de R$ 1,5 bilhão em repasses federais. Com esses recursos, o Estado poderia ter construído dezenas de hospitais, rodovias e escolas.

“Infelizmente, algumas medidas são necessárias em períodos de crise. Medidas preventivas para evitar o pior, como em outros estados que estão com dificuldades básicas, como o pagamento da folha de funcionários e pagamentos”, explicou o líder governista.

Cafeteira rebateu a Oposição, que segundo ele, se calou durante todo o mandato do presidente Michel Temer (PMDB), que concedeu um total de 245 reajustes nos preços da gasolina, de acordo com informações do Dieese. “Foram sucessivos aumentos no governo Temer, sem nenhuma indignação dos deputados de Oposição desta Casa”, repudiou o parlamentar.

O post Rogério Cafeteira ressalta benefícios do projeto anticrise e rebate Oposição apareceu primeiro em O Quarto Poder.

Powered by WPeMatico

Faça um comentário

César Pires faz críticas a projeto do governo que propõe mudanças no Sistema Tributário do Ma

O deputado César Pires conclamou a população maranhense a se manifestar contra o Projeto de Lei 239, de autoria do Governo do Estado, que pretende aumentar, mais uma vez, o ICMS sobre combustíveis e outros produtos. A matéria tramita em regime de urgência e será votada nesta quarta-feira (5) no plenário da Assembleia Legislativa, onde o governo conta com o apoio da maioria dos parlamentares.

“Nenhum governo é mais forte que a mobilização popular, e o povo tem muito a dizer sobre essa proposta de, mais uma vez, aumentar a cobrança de impostos no Maranhão”, declarou César Pires, ressaltando que a oposição não tem votos suficientes para evitar que o projeto do Executivo seja aprovado nesta quarta-feira.

César Pires disse que o governador contraria tudo o que pregou durante a campanha eleitoral, e ao povo que acreditou em suas promessas agora só resta se espelhar na França, onde o presidente Emmanuel Macron foi obrigado a recuar em sua decisão de aumentar o preço dos combustíveis, porque o povo francês foi às ruas protestar.

“Há pouco tempo Macron era festejado como símbolo da direita na Europa. Mas foi o povo francês, um povo civilizado, quem fez o presidente da França desistir do aumento de impostos. Por isso digo à população de São Luís e do Maranhão que não se escuse de vir para a luta”, enfatizou.

O deputado convidou a sociedade civil organizada e os sindicatos para que ocupem a galeria da Assembleia para assistir de perto a votação do projeto e saber quem vota a favor do governo e contra o povo, reafirmando que sem mobilização popular o governo terá ampla maioria dos votos para aprovar o aumento de impostos.

“Quase 70% da sociedade maranhense apostou nesse governo, por isso apelo para que a população não deixe cinco ou seis deputados de oposição sem força para barrar esse projeto. Quem quer pagar mais do que já paga? O povo tem muito a dizer e não pode mais se calar”, finalizou César Pires.

O post César Pires faz críticas a projeto do governo que propõe mudanças no Sistema Tributário do Ma apareceu primeiro em O Quarto Poder.

Powered by WPeMatico

Faça um comentário