“Vereadores serão penalizados pela posse de Raimundo Filho na Prefeitura”, em Paço do Lumiar

O presidente da Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar, Alderico Campos (PMDB), afirmou na manhã desta quinta-feira (26), após coletiva da prefeita Bia Venâncio (PSD), que o vice-prefeito Raimundo Filho (PHS), está cassado desde o dia 29 de março.

“O vice-prefeito Raimundo Filho foi cassado pela Câmara, mas ele recorreu da decisão, e a Justiça está analisando um recurso impetrado por ele, mas como ainda não há nenhuma definição por parte do judiciário, ele continua com os direitos políticos suspenso pelo Parlamento”, declarou.

Sobre o imbróglio da posse de Raimundo Filho na Prefeitura, Alderico Campos informou que os três vereadores que empossaram o vice no cargo de prefeito podem ser responsabilizados.

Leia a matéria completa na edição impressa do Jornal 4º PODER desta sexta-feira (27)

 

Faça um comentário

‘É um jogo de tudo ou nada’, diz Bia sobre situação política de Paço do Lumiar

Do 4º PODER

Durante entrevista coletiva, na manhã desta quinta-feira (26), na sede da Prefeitura de Paço do Lumiar, a prefeita Bia Venâncio (PSD), fez críticas ao vice-prefeito Raimundo Nonato da Silva Filho (PHS), que estava ocupando o cargo por determinação da Justiça do Maranhão.

“A intenção dele [Raimundo Filho] era assumir a Prefeitura para sacar os recursos do FPM, mas como eles não conseguiram, resolveram partir para depredação, arrobando salas e levando bens públicos da Prefeitura, como por exemplo, materiais de informática”, declarou a democrata socialista.

 

 

Leia a matéria completa na edição impressa do Jornal 4º PODER desta sexta-feira (27)

 

Faça um comentário

Frank Neto é derrubado da presidência do PV na Raposa

O jovem Frank Neto, derrubado recentemente da presidência do Partido Verde no município de Raposa, vem sendo pessimamente orientado.

Alguém, não se sabe quem, garantiu ao ex-presidente da sigla verde que o partido poderia coligar-se com qualquer outra sigla, independente de serem inimigas em âmbito nacional e estadual. Frank Neto pecou pela ingenuidade.

Na festa de apresentação da candidatura da jovem e bela Talita Laci (PCdoB), Frank Neto se apresentou como novo reforço para a candidatura da “new comunista”.  A encenação foi divertida, no entanto, durou menos de 24 horas.

O deputado federal Sarney Filho, que comanda o Partido Verde no Maranhão, e já vinha descontente com o diretório do município de Raposa, agora, então,  não esconde sua insatisfação com a maneira como o ex-presidente Frank Neto se comporta.

Por conta das recentes declarações de Frank Neto, o Partido Verde, de Sarney Filho, decidiu tirá-lo da presidência da sigla no município.

Por tanto, cai Frank Neto da presidência do PV na Raposa.

A nova presidente do PV na Raposa é Vanda Memória.

Faça um comentário

Coligação PV e PCdoB morre na Raposa e Frank Neto pode ser expulso da silga

Edilázio diz que Frank Neto pode ser expulso do PV

??Conversei pela manhã, no velório do jornalista Décio Sá, com o deputado estadual Edilázio Júnior (PV), sobre a situação do Partido Verde no município de Raposa.

O fato é que Frank Neto, presidente da sigla no município, declarou o apoio do partido na Raposa, para a pré-candidata do PCdoB, Talita Laci.

Frank Neto parecia não saber que PCdoB e PV são como água e óleo, não se misturam no Maranhão.

Edilázio declarou que a atitude de Frank Neto é completamente equivocada e caso ele [Frank] venha a insistir nesta coligação fantasiosa, será expulso do Partido Verde.

“Iria repudiar a atitude do Frank Neto, hoje, na tribuna da Assembleia, mas em virtude do assassinato do Décio não o farei hoje”, declarou Edilázio.

Sendo assim, mais uma tentativa de desarticular a candidatura do PMDB na Raposa, foi derrubada por terra.

O PV Raposense caminhará como PMDB da governadora Roseana Sarney.

 

Faça um comentário

Parte da imprensa morre junto com Décio. Vá em paz companheiro!

Se tiveram a ousadia de assassinar Décio Sá, um dos jornalistas mais lidos da internet, um dos profissionais mais investigativos do meio político, qualquer outro jornalista do Maranhão se torna um alvo fácil.

Será que vale nossas vidas correr atrás da verde e informar a sociedade?

Ser jornalista no Maranhão, agora, passa a ser caso de risco de vida.

Nem sempre concordei com a postura do Décio Sá, no entanto, jamais concordarei com a violência com a qual sua vida foi tirada.

O jornalismo do Maranhão morre bastante junto com o Décio.

Vá em paz, companheiro!

 

Faça um comentário

Preconceito e desrespeito: Assub é atacado por oposição na Raposa

 

O empresário Israel Domingues e Raimundo Assub

A importância e o peso político do pré-candidato a prefeito da Raposa, pelo PMDB, Raimundo Assub, pode ser analisada pela maneira como o peemedebista vem sendo atacado por um blogueiro ligado ao grupo Laci.

Mostrando falta de ética, despreparo jornalístico e muito desespero, o jovem escriba usa termos como “velho” para atacar desrespeitosamente uma personalidade política respeitada no mais alto escalão da política maranhense e, até mesmo, no cenário nacional.

Será que é essa a imagem negativa que a jovem Talita Laci quer passar aos seus eleitores mais velhos? Será que a candidata do PCdoB, do meu amigo Flávio Dino, tem preconceito contra pessoas maduras e experientes?

O blogueiro raposense deveria ter mais respeito pela única personalidade política do município, que teve a oportunidade de ser recebida em Brasília, por ministros da presidente Dilma.

Foi o experiente Raimundo Assub, por sete vezes eleito vereador de São Luís, que conseguiu trazer o seguro defeso para os pescadores artesanais da Raposa, no ano passado.

É Raimundo Assub, quem será recebido nos próximos dias pelos ministros da presidente Dilma, para tratar sobre o seguro defeso dos pescadores da Raposa, agora, em 2012.

É por este motivo, que as oligarquias da Raposa, marcadas pelo retrocesso e pela insatisfação do povo raposense, agridem  tanto o Raimundo Assub.

Se Assub é um velho sem votos, acredito que não teriam a necessidade de agredi-lo em blogs.

Afinal, ninguém bate em cachorro morto!

Veja os ataques

 

Faça um comentário

Partido Verde de Sarney Filho declara apoio a adversários de Roseana Sarney

Frank Neto, presidente do PV na Raposa, declarando apoio aos inimigos do PV nacional (foto do Blog de Domingos Costa)

 

Em política, no Maranhão, de tudo se vê. O embate político do município de Raposa é algo que foge ao entendimento dos principais analistas do setor político do Estado.

O presidente do diretório municipal do Partido Verde raposense, Frank Neto, declarou apoio à pré-candidatura a prefeita de Raposa, da comunista Talita Laci.

Talita, que é do PCdoB de Flávio Dino, caminha junto com todos os partidos de oposição ao governo Roseana e, agora, divulga aos quatro cantos da Raposa, o apoio do atual líder do PV no município.

O PV, Partido Verde, compõem a base política do governo Roseana Sarney, sendo comandado nacionalmente pelo irmão da governadora do Estado, o deputado federal Sarney Filho.

Raimundo Assub, em Brasília, ladeado por ministros da presidente Dilma

A atitude de Frank Neto e do diretório municipal da “sigla verde”, está causando muito desconforto nos bastidores do Governo do Estado, tendo em vista que o PMDB, partido da governadora, já tem nome definido para a disputa do cargo de prefeito do município, trata-se do empresário Raimundo Assub, pré-candidato do grupo, avalizado pelo senador João Alberto.

Acompanhe amanhã, na edição impressa e online dos jornais Atos e Fatos e Quarto Poder, uma reportagem completa sobre a crise do PV no município da Raposa.

Faça um comentário

Arlete Pontes cobra trabalho da Prefeitura da Raposa

Do 4º PODER

Coordenadora do Programa de Assistência ao Idoso (PAI), na Raposa, a vereadora Arlete Pontes (PSDB), ressaltou na manhã desta sexta-feira (20), em entrevista à Coluna Blog do Udes Filho, o papel desempenhado por ela na Câmara Municipal da Raposa, no debate e elaboração de políticas públicas para o município. “Raposa está precisando de políticas públicas, e isso, agente sabe fazer. Apresentamos vários projetos que poderiam ajudar a melhorar a qualidade de vida do cidadão raposense. Agora nós [vereadores] dependemos da vontade do Poder Executivo na realização dos investimentos”, informou Arlete.

Arlete ponderou que as discussões promovidas na Câmara romperam a visão de que os debates em políticas públicas, no entanto, a Prefeitura de Raposa não apresenta ações para contornar os problemas da sociedade. “Estamos fazendo nosso papel enquanto vereadora, sugerirmos, legislamos, agora quem deve executar é a Prefeitura”, lembrou.

CONSUMO DE DROGAS

Outra preocupação da vereadora do PSDB, diz respeito ao consumo de drogas por jovens no município. “Esse é um dos elementos que pode influenciar no crescimento da violência”, alerta.

Ainda de acordo com Arlete, o desafio colocado por ela foi o de dar uma contribuição para a formulação de políticas públicas, no entanto, depende do Poder Executivo no combate ao consumo e uso de drogas. “Nós estamos assumindo o papel formulador de representar a sociedade. É preciso que a Prefeitura assuma sua parte de desenvolver programas que ajudem a combater esse mal cada vez mais crescente, investindo em políticas públicas voltadas para a situação”.

 

Faça um comentário

Vereador diz que administrações Laci e Erinaldo Lima inviabilizam obras na Raposa

 

Do 4º PODER

O vereador Antonio Carlos Pantaleão Rabelo, mais conhecido por Rabelo (PRTB), comentou em entrevista à Coluna Blog do Udes Filho, sobre a preocupante situação que o município de Raposa vem enfrentando, em razão de pagamentos de precatórios não realizados pelas administrações administrações dos ex-prefeitos José Laci de Oliveira e Erinaldo Lima.

De acordo com Rabelo, que é um dos líderes do governo na Câmara, a Prefeitura está inviabilizada de realizar qualquer obra no município por pagar quase R$ 100.000,00 (cem mil) por mês com dívidas de precatórios, provenientes da arrecadação do FPM. “Fazer uma obra ou trabalho com recursos próprios fica quase inviável, porque as gestões passadas deixaram muitas dívidas de precatórios, nas áreas da saúde e educação”, revela o parlamentar.

Conforme levantamento realizado pela reportagem, a Prefeitura da Raposa destina 3%, nas parcelas dos dias 10, 20 e 30, do Fundo de Participação do Município (FPM) para quitação de precatórios trabalhistas no valor de R$ 76.177,66. O acordo, segundo as informações, foi firmado em audiência com o juiz do Tribunal Regional do Trabalho do Maranhão (TRT-MA), Maurílio Ricardo Neris, no final do mês passado.

Rabelo alegou ainda que a administração municipal vem passando por grande dificuldades financeiras e somente dispõe de escassos recursos  para implementar políticas públicas de desenvolvimento social, urbano, infraestrutura, cultura, rural, esporte, e lazer, entre outras. “A Prefeitura não cobra IPTU, nem ICMS dos pescados que saem do município, além disso, também não é cobrado nenhum imposto da população da Raposa, ou seja, administramos apenas com recursos próprios, ou que se torna quase inviável”, lembra o vereador.

IMPACTO E CONTROLE

O parlamentar do PRTB informou ainda, que um município do porte da Raposa, com 26.280 mil habitantes, o pagamento dessas dívidas, nas circunstâncias em que foram efetuadas, representa uma situação de caos financeiro. “A engenharia financeira que foi programada pela Prefeitura, tornaria possível investir em infraestrutura, já neste semestre. Entretanto, as voltas de novos sequestros de recursos pela justiça, o prefeito Onacy Paraíba ficou impedido de realizar esses investimentos”, justificou Rabelo.

O vereador ressaltou que a intenção não é de alarmar a população, mas sim, de informar sobre a situação financeira do município, ocasionada por ações de administradores anteriores, e que agora colocam em risco os projetos do governo do qual faz parte.

“A dívida não será empurrada novamente. A intenção da Prefeitura é pagá-la, mas em condições que não sacrifiquem o povo”, ressaltou o vereador.

 

Faça um comentário

Falta de palavra do ex-vereador Moreira destrói PV na Raposa

Quando o PV da Raposa pensava que era feliz

Há indícios de que o tão sonhado projeto do Partido Verde (PV) do município de Raposa, distante 30 km de São Luís, chegou ao fim. Há mais de um ano, reuniram-se várias lideranças em torno do vereador Márcio Greik e do ex-vereador Moreira com o intuito de chegarem à prefeitura do município. Esse projeto teria como cabeça de chapa o vencedor de uma prévia que haveria entre os dois.

Durante meses esse foi um dos assuntos mais comentados na cidade, entre os comentários, alguns diziam que em caso de derrota, o Márcio Greik era homem para assumir, mas Moreira não honraria esse compromisso de jeito nenhum.

Parece que falaram pela boca dos anjos, pois a tão esperada pesquisa encomendada pelo deputado Edilásio Júnior, presidente do diretório municipal da sigla, aconteceu e Márcio Greik deu uma lavagem em Moreira, vencendo-o por uma larga margem de vantagem, Moreira obcecado pelo poder não aceita de forma alguma o resultado, e esse fato tem revoltado o povo que acompanhava o projeto, povo esse que já cognominou Moreira de “O HOMEM SEM-PALAVRA”.

 

Após essa bagunça generalizada, os adeptos a Moreira espalharam que Márcio Greik seria candidato a vereador e Moreira seria o candidato a prefeito. Entramos em contato com Márcio Greik e o mesmo disse o seguinte: “há dois anos declarei que não serei candidato a vereador e como vencedor das prévias não abro mão de forma alguma da candidatura a prefeito, pois espero que o compromisso seja honrado. Estou apenas aguardando o anuncio oficial do deputado Edilázio Junior”.

 

Faça um comentário